Pacto Sinistro - Alfred Hitchcock


O Diretor: Alfred Hitchcock
·       BIOGRAFIA
   Nascido no dia 13 de agosto de 1899, na capital do Reino Unido, Alfred estudou em um colégio de jesuitas, trabalhou como engenheiro e desenhou letreiros de filmes mudos. Depois disso, passou a trabalhar com vários ofícios relacionados com o cinema: produtor, decorador, roteirista, assistente de diretor.
   Em 1925 dirigiu seu primeiro filme “The Pleasure Garden”. Quando foi para Hollywood, em 1940, já era um diretor extremamente popular, famoso por suas  tramas policiais.
   Nunca recebeu um Oscar, porém fora indicado cinco vezes. Apenas em 1969 ganhou o prêmio especial Irving G. Thalberg
   A carreira atingiu no seu ápice nas décadas de 1940 e 1950, porém a partir da década de 1960, foi, lentamente  por água abaixo, com vários filmes que não se destacaram, mesmo com mudanças de caminho a partir da década de 1970.
   No dia 28 de abril de 1980, em Bel Air, falece sir Alfred Hitchcock.
·       FILMOGRAFIA
   Com uma carreira tão extensa, em sua maioria de grande qualidade, é extremamente difícil nomear apenas alguns dos 57 filmes que dirigiu, 20 que produziu, oito que co-roteirizou e um que escreveu.
   Dirigiu seu primeiro filme em 1925, mas foi em 1940 quando sir Alfred foi para Hollywood com o filme “Rebeca, a mulher inesquecível”, que estorou com suas tramas policiais e nunca mais saiu de lá.
   Da década de 1940 destacam-se “Quando fala o coração” (1945), “A Sombra de uma Dúvida” (1943), “Suspeita”(1941) e “Festim Diabólico” (1948). A partir daí, surgiram filmes excepcionais, dentre os quais “Pacto Sinistro” (1951), “Disque M para Matar” (1954) “Janela Indiscreta” (1954), “O Homem que sabia demais” (1956), “Intriga Internacional” (1959) e “Os Pássaros” (1963)
   Infelizmente depois deste período glorioso, com toda a contribuição que Hitchcock havia feito ao cinema, sua carreira passa a ter um tom um pouco mais problemático, dos quais podemos ressaltar “Marnie, Confissões de uma Ladra” (1964), “Topázio” (1969).
   Sir Alfred termina sua carreira com o não tão aclamado “Trama Macabra” de 1976
Description: http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQ0TJ8SIFFwXMvFKF0ZTJoFR-UgY4rRBZ-FPrTgwXGv0xZhIaRUDescription: http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQ0TJ8SIFFwXMvFKF0ZTJoFR-UgY4rRBZ-FPrTgwXGv0xZhIaRU

Referências Bibliográficas: Coleção Folha Clássicos do Cinema- Pacto Sinistro


  
                                    
·       Texto Autoral do filme “Pacto Sinistro”
   Ao escolher o filme “Pacto Sinistro” para assistir, não sabia ao certo o que esperar, já que este era primeiro filme de Hitchcock que assistia.
   Quando terminei de assistí-lo, estava surpreendida mas principalmente encantada com a originalidade do “crime perfeito” que Hitchcock retrata no filme.  
   O enredo conta a histõria de dois desconhecidos que se encontram em um trem, quando um deles propõe ao outro um plano aparentemente sem problemas: um deles mataria a ex-mulher do outro, enquanto este deveria matar o pai do primeiro, já que ambos estavam insatisfeitos com estas pessoas. Porém, enquanto um leva a idéia como uma brincadeira, o outro logo executa sua parte.
   Hitchcock mostra que o crime perfeito não é nada mais do que um prolongamento de culpa e que quanto mais tempo demorar para resolvê-la, mais difícil ou até impossível será.
                                               

                      


Rachel Salama- Nº34- 9G
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário